Revista Inspirese

 


Fique por dentro de todas as últimas notícias e informações sobre bem estar e fitness.

Yoga + musculação: a dupla dinâmica

por Time Inspirese em 29 Novembro 2013

Eu sou fã da yoga por várias razões: alivia as dores nas costas, melhora a flexibilidade, o humor, o equilíbrio e a energia como um todo. O impacto da yoga no controle da ansiedade - e o consequente descontrole da alimentação - também é conhecido, o que já é uma ajuda e tanto para quem está de dieta ou tentando manter a forma física. Mas, os adeptos dos exercícios de musculação normalmente torcem o nariz ou desconhecem o excelente suporte que as aulas de yoga podem ter em seus treinos. E é isso que eu vou contar agora:

Faça yoga nos dias de descanso dos treinos - yoga tem baixo impacto e ajuda você a manter o ritmo sem comprometer a recuperação muscular. Se quiser uma versão que ajude a estimular o metabolismo, opte pela hot yoga.

Consciência corporal – a yoga requer a realização de posturas com os pés descalços e sem o auxílio de espelhos. Isso obriga você a conhecer, intuitivamente, a sua musculatura, controlá-la e a reconhecer seus limites, o que aperfeiçoará a sua performance em outros exercícios físicos.

Equilíbrio – não agressiva, não competitiva e introspectiva, a yoga pede uma atitude mental oposta à mantida durante grande parte dos exercícios físicos, principalmente os de musculação. Sua prática estimulará outros aspectos da sua personalidade e trará equilíbrio a sua vida como um todo.

Flexibilidade - levante a mão quem sempre faz alongamento antes de começar os exercícios de musculação! Pois é, na prática, isso não acontece sempre, seja por falta de tempo ou de conhecimento. Por isso, praticar yoga vai manter a sua flexibilidade em dia.

Controle da respiração – dores musculares causadas pela musculação podem ser aliviadas por uma respiração correta, algo que você aprende na yoga. Os resultados desses exercícios podem ser ampliados por uma simples sincronia correta da inspiração e da expiração.

Mais força – por “acordar” músculos que você nem sabia que existia e garantir uma coluna vertebral mais estável, a yoga aumenta a sua força, garantindo que você levante pesos maiores.

Talvez pareçam estranhas essas afirmações, mas fato é que isso funciona. Vale lembrar os antigos filmes de Jean Claude Van Damme, em que ele apresenta treinos que combinam várias técnicas orientais, entre elas a yoga, como forma de atingir uma excelência física.

Será que alguém aí tem alguma história para contar sobre os benefícios da yoga para quem faz musculação?



Água de coco é a melhor bebida do planeta

por Time Inspirese em 29 Novembro 2013

Beber água de coco de boa qualidade é um dos privilégios de quem mora no Brasil. O produto pode ser encontrado na maior parte do país retirado do fruto recém-colhido. E é altamente consumido e endeusado, tendo fama de curar de ressaca a câncer. Mas, será isso mesmo verdade? Fomos pesquisar os estudos sobre o assunto e veja o que encontramos: Água de coco reidrata o organismo: vários estudos suportam essa ideia, devido a alta presença de sódio e potássio na água de coco. Por isso, é um excelente substituto aos energéticos e outras bebidas voltadas para atletas.

Água de coco desacelera o envelhecimento da pele: não há estudos definitivos sobre a influência da água de coco no aparecimento de rugas, a não ser referentes à reidratação corporal.

Água de coco previne o câncer: a água de coco é rica em selênio, um poderoso antioxidante, mas isso não significa que possa prevenir o câncer – pesquisas nesse sentido ainda estão em andamento.

Água de coco regula a pressão sanguínea e baixa o nível de colesterol no sangue: as análises sobre isso estão em estágio inicial.

Água de coco é 100% saudável: se comparada com muitas outras bebidas, sim. Possui diversos nutrientes, poucas calorias e é uma ótima fonte de potássio e vitamina C. Porém, é rica em sódio, que, unido ao cloro, transforma-se em sal, por isso não exagere.

Água de coco cura ressaca: não há estudos definitivos sobre isso, além da já citada capacidade de reidratar o organismo, repondo as perdas minerais e de água causadas pelo excesso alcoólico.

Água de coco emagrece: sim, no sentido em que prolonga a sensação de saciedade e te deixa longe da geladeira. De olho nos fatos acima, fica claro que a água de coco é uma excelente forma de reidratar o corpo, repondo água perdida e sais minerais. Pode ainda ser um ótimo aliado da dieta.

Assim, que tal contar com essa ajuda já no café da manhã, experimentando o suco abaixo?

Ingredientes:

1 copo de água de coco

Meia maçã sem casca

Meia pêra sem casca

3 folhas de hortelã




10 razões para começar um relacionamento com a Quinoa

por Time Inspirese em 28 Novembro 2013

O corpo humano precisa ingerir uma quantidade diária de proteína para funcionar bem. É ela quem garante ao organismo a reserva necessária de aminoácidos utilizados na fabricação de hormônios, enzimas, neurotransmissores e anticorpos, entre outros elementos essenciais à vida.

No entanto, existem alternativas ao consumo de proteína animal, adequadas não só para os vegetarianos e vegans, mas para quem busca apenas variar o cardápio. Uma delas é a quinoa, um cereal bastante resistente e versátil, que pode ser cultivado em qualquer clima e tipo de solo. Se você ainda não conhece a quinoa, veja abaixo as suas vantagens e características básicas e faça um teste na sua próxima refeição. Você não irá se arrepender!

1. Contém todos os 16 tipos de aminoácidos essenciais ao corpo humano

2. Excelente fonte de zinco, ferro, magnésio, potássio e manganês

3. Não contém glúten

4. Tem ação cicatrizante, analgésica e anti inflamatória

5. Alto teor de fibras

6. Fonte de vitaminas B1, B2, B3, D e E

7. Indicada para pessoas sensíveis à lactose

8. Fortalece a capacidade imunológica

9. Oferece ômega 3 e ômega 6

10. Possui sabor neutro, podendo ser agregada a pratos doces e salgados.


Quer uma receita fácil para começar? Confira o passo-a-passo dessa salada deliciosa:


Ingredientes:

1 copo de 300 ml de quinoa

50g grão de bico cozido

1 talo de alho-poró cozido

1 cenoura média cozida

1 talo de erva-doce

100g de espinafre

Sal e alho a gosto

1. Cozinhe a quinoa por 20 minutos em fogo médio, usando a proporção de 2 copos de água para 1 copo de quinoa. Isso vai render cerca de 3 copos, após o cozimento.

2. Separe os grãos com um garfo (como fazemos com o cuscuz).

3. Acrescente sal e alho a gosto, e os vegetais já cozidos.


E você, qual a sua receita com quinoa favorita?




Os 6 mandamentos do corredor iniciante

por Time Inspirese em 27 Novembro 2013

Nada melhor do que uma corrida para manter a forma, não é mesmo? Especialmente se for em um lugar arborizado ou com um olho na praia ao lado. No entanto, quem é iniciante sempre fica inseguro sobre como correr corretamente, ainda mais que parece não haver um consenso sobre as melhores técnicas de corrida. Mesmo assim, vale a pena ficar atento a alguns pontos fundamentais:

Ritmo: mantenha a média de 180 passos completos (após os dois pés pisarem no chão) por minuto. Isso reduzir o impacto e o esforço aplicado na corrida.

Posição do corpo: comece a corrida em posição ereta e, gradualmente, coloque o corpo todo para a frente (não apenas o tronco) para ganhar impulso. Desta forma, você não terá alternativa se não correr para não cair e colocará o seu peso na parte da frente do pé.

Posição do braço: este devem estar altos, com as mãos próximas a altura da base do músculo peitoral. O movimento dos braços devem contrabalancear a execução do movimento e não dirigi-los.

Mantenha uma postura ereta: durante a corrida, relaxe o corpo, alinhe a coluna, sem entortar o corpo pra frente.

Passos: não tente se esticar para dar passos maiores. Ao contrário, a pisada deve acontecer mais ou menos abaixo da altura dos quadris. Se o ritmo sugerido acima for mantido, já ajuda.

Pisada: se você é iniciante na corrida, isso não deve ser uma grande preocupação. Apenas fique atento para que o barulho da pisada no chão seja algo suave. Mas, se sentir dor na panturrilha após a corrida e estiver pisando apenas com a parte da frente do pé, é hora de mudar a pisada.




O mito dos alimentos saudáveis

por Time Inspirese em 26 Novembro 2013

Sabe aquele momento em que você percebe que, por mais dieta que você faça, seu peso não muda? Talvez o problema esteja na maneira como você escolhe seus alimentos e define o impacto destes no consumo de calorias diárias. Um estudo realizado por cientistas revelou que, mesmo entre pessoas bem informadas, que gastam horas pesquisando sobre o assunto, existem um grande número de mitos e crenças prejudicando bons resultados na luta contra a balança. E o principal deles é dividir os alimentos em “bons” e “maus”, e acreditar que os chamados alimentos saudáveis protegem contra os não-saudáveis.

Uma pesquisa publicada pelo Jornal de Psicologia do Consumo analisou o comportamento de 934 pessoas, das quais 74% eram mulheres com cerca de 20 a 50 anos. Metade do grupo recebeu refeições compostas apenas por alimentos não-saudáveis (hambúrger; sanduíche de queijo e bacon; almôndegas com linguiça e queijo), enquanto a outra metade recebeu uma mistura de um item saudável (três aipos; maçã orgânica pequena; salada pequena sem molho; aipo e cenoura) com um não-saudável da lista acima. Em seguida, eles respondiam o quanto aquela refeição os preocupava em relação à manutenção do peso, em uma escala crescente de 1 a 5 e sugeriam o número de calorias ingeridas em cada uma delas.

O resultado foi surpreendente: os entrevistados indicaram que a refeição não-saudável continha 691 calorias em média e, quando esta era acrescida de um item saudável, o valor diminuía (ao invés de aumentar!) para 648 calorias. Ou seja, a ingestão de um alimento considerado saudável teria o poder de cortar calorias da refeição. Mesmo quando os dados foram analisados separando em grupos aqueles que costumavam se preocupar com o controle do peso daqueles que não se importavam, a resposta era a mesma, e com números ainda maiores.

Em resumo, tire de vez da sua cabeça os mitos abaixo e perca peso de verdade:

1.  Preocupe-se com o tamanho das porções e quantidades de calorias, em vez de criar grupos de bons e maus alimentos apenas. Esses aspectos devem ser harmonicamente balanceados.

2.  Dentro da mesma perspectiva, não pense que pode comer muito porque vai conseguir queimar tudo na academia depois. A matemática não funciona assim.

3.  Não é porque o alimento tem baixo teor de gordura que você pode exagerar. Esses produtos podem ter mais calorias que os convencionais. Mesmo certas frutas podem ser altamente calóricas, como o abacate e a banana.

4.  Adoçar o café com adoçante artificial para poder comer aquela torta, escolher coca-cola diet para justificar o hambúrguer duplo ou colocar leite desnatado no milk shake de chocolate são formas de enganar a si mesmo.



O treino de hotel que queima calorias em 16 minutos

por Time Inspirese em 26 Novembro 2013

As férias estão chegando e você sabe que vai deixar a academia de lado. Ou o seu trabalho exige viagens constantes e fica difícil manter uma atividade física regular. Para completar, as tentações estão em toda a parte: a cervejinha gelada, o pãozinho no coffee break. Uma solução para manter a forma nesses momentos é adotar treinos curtos, de alta intensidade, e que podem ser feitos em espaços pequenos, como um quarto de hotel.

Este é o caso do vídeo abaixo, que traz um treino preparado por especialistas em fitness. A duração total da sequência é de apenas 16 minutos e não exige nenhum tipo de equipamento. Não acredita? Assista e observe o trabalho muscular:

Confira a sequência de movimentos (a ordem é a mesma apresentada no vídeo):


Faça o movimento 1 por 30 segundos; descanse por 30 segundos;

Faça os movimentos 1 e 2 por 30 segundos cada; descanse por 30 segundos;

Faça os movimentos 1, 2 e 3 por 30 segundos cada; descanse por 30 segundos;

Faça os movimentos 1, 2, 3, 4 e 5 por 30 segundos cada; descanse por 30 segundos;

Faça os movimentos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 por 30 segundos cada; descanse por 30 segundos.

Repita toda a sequência acima mais uma vez.

Este treino aumenta a massa magra e acelera o metabolismo – o que significa queima de gordura e calorias. Além disso, vai garantir o pique necessário para aproveitar as férias ou manter o ritmo no trabalho. Gostou? Teste e compartilhe sua experiência conosco.



Previna o envelhecimento da pele usando protetor solar

por Time Inspirese em 11 Novembro 2013

O verão ainda não chegou, mas já começou a estação “ficar bronzeado rapidinho e a qualquer custo”. No entanto, é preciso ter cuidado durante esse processo para evitar queimaduras, envelhecimento da pele e até câncer nos casos mais graves, usando o protetor solar de forma correta.

Reaplique o protetor solar a cada duas horas: Isso evita que a pele fique exposta após o contato do protetor solar com o sal, o vento e a água do mar/piscina. E, preferencialmente, aplique o produto 30 minutos antes de tomar sol.

Escolha o fator solar adequado a seu tipo de pele:

Pele negra - de 6 a 15

Pele morena escura - de 20 a 25

Pele morena clara - de 25 a 30

Pele branca - acima de 30

Teste diversos produtos até achar o seu:  Existem produtos em forma de sprays, gel, loção, cremes, entre outros. Descubra qual deles é o mais adequado ao seu tipo de pele e com qual você se sente mais confortável.

Aplique o protetor solar com calma: Uma pequena área descoberta pode significar uma queimadura. Lembre de aplicar o produto por baixo dos cabelos, nas orelhas e pálpebras.

Observe tanto a proteção UVA quanto UVB: A proteção UVB evita queimaduras provocadas pela exposição ao sol, enquanto que a UVA (comumente representada pelo sinal +), protege contra o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

Use acessórios e complementos: Lembre de aplicar um protetor labial e abuse de chapéus e guarda-sóis.



Yoga para Iniciantes: Postura da Montanha - Tadasana

por Time Inspirese em 07 Novembro 2013

A postura da Montanha (Tadasana) é a base de diversas posturas de yoga feitas de pé. Parece simples, mas é importante realizá-la corretamente para garantir uma postura correta, uma respiração saudável e o equilíbrio corporal e mental. O mais importante nessa pose é encontrar o seu centro de equilíbrio e manter-se nele sem esforço. Confira:

1.  Fique de pé, com a cabeça e coluna reta, pés paralelos no chão, ombros relaxados, peso do corpo distribuído harmonicamente entre os lados, e braços estendidos ao longo do corpo. Fixe olhar em um ponto a sua frente.

2.  Respire profundamente e eleve suas mãos acima da cabeça, com as palmas frente a frente e braços retos. Tente alcançar o céu com as pontas dos dedos sem tirar os pés do chão.

3.  Faça seis respirações, mantendo a postura.




5 passos essenciais na limpeza de pele

por Time Inspirese em 06 Novembro 2013

A limpeza de pele que você faz em casa é tão importante quanto a que você realiza na clínica de estética. Diária, ela mantem o trabalho feito pelo profissional por mais tempo e evita o aparecimento de novas complicações. Para saber como fazer a limpeza de pele em casa sem erros, siga essas dicas:

1. Escolha o produto certo. Este deve limpar a sua pele logo na primeira lavagem (não precisa ser reaplicado) sem deixar a sua pele ressecada ou avermelhada.

2. Não limpe a pele mais de duas vezes ao dia. Isso irrita o tecido e faz com que ele produza ainda mais óleo para combater o quadro.

3. Lave o rosto com água morna, pois esta não prejudica a pele. Nem quente nem fria.

4. Exfolie apenas duas ou três vezes por semana, não mais que isso. E use seus dedos ou luvas apropriadas – outros tecidos podem ferir a pele.

5. Enxágue o rosto com cuidado, ou poderá deixar resíduos em sua pele que irão tapar poros ou ressecá-la.



Existe gordura boa?

por Time Inspirese em 04 Novembro 2013

Quando começamos a fazer dieta, a primeira coisa que pensamos é em cortar a gordura dos alimentos. No entanto, este elemento é essencial para o bom funcionamento do nosso organismo e sua ausência pode trazer graves consequências. O ideal é saber distinguir o tipo de gordura presente e fazer bom proveito do grupo bom:

Gorduras saturadas: mantenha a um mínimo de 20 a 30g por dia. Isso inclui manteiga, margarina, chocolate, bolos, carnes vermelhas.

Gorduras monosaturadas: conte com eles em sua dieta, inclusive na foram de óleos: salmão, sardinhas, óleo de oliva, abacate.

Gorduras transaturadas: corra delas! São geralmente encontradas em alimentos processados.

Além disso, fique de olho nos rótulos dos alimentos desnatados e semidesnatados. Algumas empresas trocam a gordura pelo açúcar e isso também não é recomendável.