Revista Inspirese

 


Fique por dentro de todas as últimas notícias e informações sobre bem estar e fitness.

Dicionário de yoga para iniciantes

por Time Inspirese em 31 Janeiro 2014

Um dia, você matricula-se em um curso de yoga e, antes da primeira aula, ouve alguém falar: “Estou me sentindo fraco. Acho que vou mudar para vinyasa, pois preciso de alguém que me ajude mais ativamente com a minha pranayama”. E o outro responde:”Você não precisa mudar. O melhor seria trabalhar mais os seus chacras, principalmente o terceiro olho. Uma asana na qual você poderia empenhar-se mais é a savasana, para corrigir essa falta de energia. Kombucha também ajuda bastante”. E eles despedem-se dizendo namastê um para o outro.

Não entendeu nada? Então vamos traduzir esses “jargões” da yoga para você:


Namastê: traduzindo ao pé da letra, namastê significa “a divina luz que habita em mim saúda a divina luz que habita em ti”. Geralmente, essa palavra é pronunciada ao mesmo tempo em que curvamos a cabeça para baixo e com as mãos juntas em prece. Pode ser usada como uma saudação tanto no início quanto no final de uma conversa ou aula.

Chacra: assim são chamados os centros energéticos distribuídos ao longo do corpo. Eles são sete e, por eles, a nossa energia flui. Se estiverem bloqueados, esse processo harmônico é interrompido e a pessoa pode adoecer, seja físico ou emocionalmente. Um dos objetivos da prática regular da yoga é evitar que isso aconteça.

Terceiro olho: é chamada, assim, a região entre as sobrancelhas, onde ficaria localizado o sexto chacra, relacionado à inteligência e à intuição. Acredita-se que suas habilidades estejam ligadas à glândula pineal, localizada no centro do cérebro e no meio da testa.

Vinyasa: essa modalidade de yoga, bastante popular, exige maior trabalho muscular e une as posturas em movimentos crescentes. Além disso, a respiração é cuidadosamente orientada durante a aula, e você ouvirá instruções sobre quando inspirar e quando expirar.

Asana: o mesmo que postura ou pose. Boa parte delas têm nomes ligados a animais, já que foram inspiradas na observação dos mesmos. Algumas das asanas mais conhecidas são “cachorro olhando para baixo” (Adho Muka Svanasana), “postura do gato” (Marjariyasana) e “postura da cobra” (Bhujangasana).

Pranayama: é a busca do controle respiratório. Por meio da respiração consciente, os praticantes da yoga acreditam ser possível acalmar a mente e potencializar o correto fluxo energético e nosso corpo. Após algum tempo de prática, esse controle passa a ser algo natural, e a pessoa faz isso sem perceber durante todo o seu dia.

Savasana: essa é, geralmente, a última postura realizada durante uma aula de yoga. Nela, o praticante permanece deitado com o peito para cima, relaxado, e sem mover-se, acompanhando sua respiração e/ou uma música. Por conta disso, é conhecida como postura do cadáver. Tem como objetivo garantir o correto fluxo energético e que o trabalho realizado durante as outras posturas seja absorvido pelo corpo.

Kombucha: bebida preparada por meio da fermentação de um chá cafeinado, acrescido de colônia de Kombucha, um composto rico em propriedades probióticas. É rico em aminoácidos e vitaminas.


E você, qual palavra estranha relacionada à yoga você já ouviu e que mais te chamou a atenção?



Comentários