Revista Inspirese

 


Fique por dentro de todas as últimas notícias e informações sobre bem estar e fitness.

Desvende 5 mitos sobre alimentação saudável

por Time Inspirese em 27 Dezembro 2013

O mundo está cheio de pesquisas que nem sempre são conclusivas. Lembro bem do tempo em que bastava alguém aparecer na TV dizendo algo sobre o último estudo da tal universidade para eu acreditar que era verdade. No entanto, quem já passou por uma faculdade, ou simplesmente sabe como pesquisas são feitas, entende que nem sempre uma análise é 100% conclusiva ou aplica-se à sua vida em particular. Ciente disso, vamos listar 5 mitos sobre alimentação saudável que você precisa entender com mais clareza:

Mito: Comer muita proteína vai prejudicar seus rins

Não há nenhuma prova científica de que uma dieta proteica prejudica a função renal. A preocupação em manter o nível ideal de trabalho dos rins é correta, porém não é a proteína em si que pode criar um problema, e sim a quantidade dela (ou de qualquer outra coisa). Assim, Para ter certeza de que não vai se complicar, mantenha a regra de ingerir um máximo de 1,27 gramas de proteína por dia para cada 0,450g do seu peso total.

Mito: Batata-doce é mais saudável do que batata inglesa.

O problema não é a batata inglesa, e sim o que faz com ela: a batata frita, o salgadinho, o purê cheio de manteiga e leite integral, etc. E aí você conclui que batata inglesa engorda. Já a batata-doce sempre vai pra uma salada, uma sopinha e outras receitas leves, não é mesmo? A batata inglesa é rica em minerais, como ferro, magnésio e potássio, podendo trazer benefícios para a saúde se consumida na forma correta e em moderação.

Mito: Carne vermelha causa câncer

Apesar de haverem estudos que relacionam carne vermelha ao câncer, estes estão longe de serem conclusivos. E o estudo japonês que indicou algo a esse respeito apontou especificamente o cozimento excessivo em alta temperatura como um problema. Na dúvida, continue grelhando sua carne, tendo o cuidado de descartar as partes que queimaram ou secaram durante o processo.

Mito: Xarope de milho é mais perigoso do que o açúcar comum

O xarope de milho, muitas vezes chamado de xarope de glicose, foi acusado de aumentar o nível de gordura no sangue por um estudo da universidade da Califórnia. Mas, por ter sido este um trabalho isolado, há ainda muito o que se discutir a respeito. O ideal, nesse caso, é manter-se longe de refrigerantes, além de sucos e de sobremesas industrializadas. De qualquer forma, todos esses itens, não importando o tipo de açúcar utilizado na sua produção, são de pobre valor nutricional, e não devem ser presença constante em sua dieta.

Mito: Sal causa hipertensão e deve ser evitado

Pessoas hipertensas podem se beneficiar com a diminuição do sal na comida, mas, se esse não é o seu caso, você não precisa cortar o sal de sua vida, e sim, melhorar o balanço entre este e o consumo de potássio - a ausência deste mineral no corpo pode ser tão prejudicial quanto o alto consumo de sal para a pressão arterial. Assim, invista em alimentos ricos em potássio, como espinafre, brócolis, banana, batata inglesa e feijões.

E você, tem mais algum mito para acrescentar?




Sobremesa (light!) de abacate e banana

por Time Inspirese em 26 Dezembro 2013

Nesses dias de calor e férias, bate aquela vontade de tomar um sorvete, não é mesmo? Mas, e a dieta, como fica? Pensando nisso, resolvemos buscar uma alternativa deliciosa, refrescante e com apenas 286,33 calorias por porção. Ainda é muito? Exclua o mel e reduza a receita em 70 calorias!


Ingredientes (4 pessoas):

• 800g de bananas grandes congeladas e maduras, cortadas em fatias

• 225g abacate maduro

• 1/4 de colher de sopa de gengibre

• 21g de mel


Modo de preparo:

Corte os abacates ao meio, no sentido do comprimento e descarte a semente. Separe o fruto da casca e corte-o em pedaços médios. Depois, coloque todos os ingredientes no processador de alimentos ou no liquidificador e bata até a consistência de uma vitamina. Derrame tudo em um recipiente de vidro e deixe no congelador por 10 minutos. Após esse tempo, coloque um quarto dessa mistura em um copo de sorvete, acescente algumas rodelas de banana ainda congeladas e aproveite!


Valores Nutricionais:

Proteínas - 3.27g

Gorduras - 8.91 g

Carboidratos - 48.25g

Fibras - 8.98g

Sódio - 6.83mg



35 exercícios que você pode fazer em qualquer lugar – Part 2

por Time Inspirese em 20 Dezembro 2013

Você já praticou as nossas sugestões de exercícios para o corpo inteiro e para pernas no nosso post anterior (se não, clique aqui). Agora, é a vez de conferir as opções - que você pode fazer em casa mesmo, sem custo nenhum - para movimentar peitoral e costas, braços e ombros, e do abdômen.


Peitoral e Costas

21. Golfinho: com joelhos e cotovelos no chão, vá deitando-se para a frente, empurrando os joelhos até que a cabeça esteja em cima das mãos. Puxe os braços para frente e volte à posição inicial.

22. Coice: na posição de apoio, com as pernas juntas, contraia o abdômen. Chute o ar com as duas pernas ao mesmo tempo e mantendo os joelhos dobrados. Repita.

23. Judô: na posição de exercício de apoio, levante os quadris formando um V. Em um único movimento, use os braços para abaixar a frente do corpo até o queixo quase tocar o chão. Depois, puxe a cabeça e os ombros para cima e abaixe os quadris, mantendo os joelhos fora do chão. Volte a posição inicial e repita.

24. Voo reverso: use duas latas ou garrafas de água como halteres. Fique de pé com um pé à frente do outro e o joelho da frente meio dobrado. Com as palmas das mãos frente à frente e o abdômen contraído, dobre-se um pouco a partir da cintura e estenda os braços para os lados, apertando as omoplatas. Repita.

25. Superman: deite-se com o rosto pra baixo, com pernas e braços estendidos ao longo do corpo. Mantendo o tronco o mais parado possível, levante braços e pernas simultaneamente para fazer uma curva pequena no corpo.


Braços e Ombros

26. Triceps: sente-se no chão de costas para um degrau ou algo semelhante, com os joelhos levemente flexionados. Segure a ponta do degrau com as duas mãos. Eleve o corpo esticando um braço no degrau, enquanto o outro é estendido horizontalmente em frente ao corpo. Eleve os quadris do chão, formando um ângulo de 90 graus. Segure a posição por alguns segundo e volte a posição inicial. Troque o lado.

27. Diamante: faça seus exercícios de apoio com as mãos em formato de diamante, o que significa fazer com que polegar e indicadores se toquem.

28. Boxer: com pés separados na altura dos quadris e joelhos flexionados, mantenha os cotovelos próximos ao corpo. Estique um braço para frente e outro para trás. Traga-os de volta e repita o movimento, trocando a ordem dos braços.

29. I, Y, T, W O: deite-se com a barriga para baixo, com braços esticados acima da cabeça e palmas das mãos abertas frente à frente. Movimente os braços formando as letras I, Y, T, W e O, nessa ordem.

30. Círculos: fique de pé com os braços esticados nas laterais do corpo. Devagar, vá fazendo círculos com os braços, da direita pra a esquerda, por cerca de 30 segundos. Depois, faça o mesmo movimento da esquerda para a direita.


Abdômen

31. L: sentado com as pernas esticadas e pés flexionados, coloque as mãos no chão e gire o tronco devagar. Depois, suspenda os quadris do chão, segure por 5 segundos e solte. Repita.

32. T: quando finalizar o seu exercício usual de apoio, mantendo a posição, gire o corpo para a direita e estire a mão direita acima da cabeça, formando um T com os braços e tronco. Retorne à posição inicial e faça um apoio comum. Depois, gire para a esquerda.

33. Prancha dinâmica: comece na posição de prancha, suspenda os quadris o mais alto que puder, depois abaixe-os. Continue esse movimento por quanto tempo puder, mantendo a coluna reta e os quadris firmes.

34. Tesoura: deite-se de barriga para cima com os braços estendido nas laterias do corpo e as palmas das mãos para baixo. Com as pernas estendidas, suspenda os calcanhares a cerca de 15 cm do chão. Suba e desça as pernas rapidamente, em uma altura curta, fazendo movimentos de tesoura, enquanto mantém o abdômen contraído. Continue por 1 minuto.

35. Bicicleta: deite-se com os joelhos flexionados e as mãos atrás da cabeça. Com os joelhos em frente ao peito, traga o cotovelo direito na direção do joelho direito enquanto estica a perna direita. Continue, alternando os lados, como se estivesse pedalando.

Agora é só montar seu programa de atividades com os seus exercícios preferidos acima e no post anterior. E lembre-se de sempre contar com o aconselhamento de um profissional da área, principalmente se você for iniciante. Por acaso você tem outras sugestões de exercícios para fazer de casa para compartilhar?



35 exercícios que você pode fazer em qualquer lugar – Part 1: Corpo inteiro + Pernas

por Time Inspirese em 20 Dezembro 2013

Sinto muito, mas suas desculpas para não fazer exercícios acabam agora. Vamos apresentar para você uma lista com opções de exercícios físicos rápidos que podem ser feitos na sua sala, no hotel, no quintal, sem custo nenhum. Você não terá mais como culpar o preço da academia, a falta de tempo, o clima ruim. Nessa primeira parte, trazemos sugestões de mexem com o corpo e para as pernas. Então, escolha os seus preferidos e comece a se mexer:


Corpo inteiro:

1. Lagarta: fique de pé. Dobre o tronco para baixo e ande bem com os dedos no chão, como as mãos bem próximas aos pés.

2. Pulos: de pé, com os joelhos meio dobrados, pule o mais alto possível e traga os joelhos até o peito, mantendo os braços estendidos. Aterrisse com os joelhos novamente meio dobrados e continue pulando!

3. Bebê: engatinhe, com as mãos e joelhos no chão. Movimente-se devagar, esticando primeiro o braço e o joelho direito, seguidos pelos esquerdos. Mantenha o abdômen contraído e repita o movimento de 8 a 10 vezes.

4. Apoio: otimize o apoio tradicional, empurrando com força suficiente para tirar o seu corpo inteiro do solo. E quando voltar ao chão, repita o movimento imediatamente.

5. Escadas: pegue alguns halteres e suba e desça as escadas enquanto exercita os bíceps.

6. Escalada: ajoelhe-se com as mãos no chão. Traga o pé esquerdo para baixo do peito, mantendo o joelho dobrado, e estenda a perna direita. Mantenha as mãos no chão, contraia o abdômen e troque a posição das pernas com um salto único.

7. Mãos que andam: com joelhos e mãos no chão, abdômen contraído, comece a andar com as mãos, mantendo os dedos dos pés imóveis no chão. A seguir, ande para trás com as mãos até voltar a posição inicial, mantendo a estabilidade e o equilíbrio.

8. Agachamento com apoio: comece na posição de agachamento com mãos no chão. Depois, empurre os pés para trás e assuma a posição de exercícios de apoio. Faça um apoio, e retorne para a posição de agachamento. Salte o mais alto possível entre cada um dos movimentos.

9. Prancha: deite-se no chão com o rosto pra baixo, antebraços no chão e mãos cruzadas. Mantenha a coluna reta e o abdômen contraído. Segure a posição por 30-60 segundos.

10. Prancha turbinada: começando na posição de prancha anterior, mas suspenda o corpo usando uma mão de cada vez. Mantenha a coluna reta e abdômen contraído. Volte à posição inicial e repita o movimento com o outro lado.


Pernas

11. Muro: sente-se devagar com as costas contra a parede até ficar com as coxas paralelas ao chão. Mantenha a coluna ereta e os joelhos exatamente acima dos tornozelos. Mantenha a posição por 60 segundos e repita. Está fácil? Pegue uns halteres e exercite os bíceps ao mesmo tempo.

12. Lunge: fique de pé com as mãos nos quadris e os pés separados seguindo a linha dos quadris. Dê um passo à frente com a perna direita apenas e abaixe o corpo devagar até o joelho direito tocar (ou quase) o chão e dobre-se em 90 graus. Volte a posição inicial e repita o movimento com a outra perna.

13. Agachamento: fique de pé com os pés paralelos. Comece a agachar-se devagar, dobrando seus quadris e joelhos, até que as coxas estejam paralelas ao chão. Não deixe os calcanhares saírem do chão. Levante-se novamente, usando os calcanhares para ganhar impulso.

14. Agachamento revólver: levante-se mantendo os braços retos em frente ao corpo, e suspensa a perna direita, flexionando o calcanhar direito e empurrando os quadris para trás. Depois, abaixe o corpo enquanto mantém a perna levantada. Mantenha a posição por alguns segundos e volte à posição de pé.

15. Agachamento com pulo: faça o agachamento normalmente, mas salte logo em seguida, com os braças erguidos acima da cabeça. Repita 15 vezes.

16. Agachamento com cadeira: fique de pé com os pés separados na linha dos quadris e agache-se até que as coxas fiquem paralelas ao chão. Balance os braços acima da cabeça. Estique as pernas e suspenda o joelho direito, enquanto balança o braço esquerdo por fora do joelho direito. Retorne à posição de pé e repita o movimento completo do outro lado.

17. Step-up: coloque o pé direito em cima de um degrau ou outra área lisa elevada. Eleve-se até que a perna direita esteja estendida e volte à posição inicial. Repita de 10 a 12 vezes de cada lado.

18. Pêndulo: fique de pé com os pés juntos. Eleve um pouco a perna direita. Abaixe os braços e o torso, enquanto estica a perna direita atrás do corpo. Mantenha o joelho direito levemente dobrado e tente alcançar o chão com as mãos. Suspenda o tronco enquanto abaixa a perna direita. Troque as pernas.

19. Pêndulo de solo: com mãos e joelhos no solo, mantenha a coluna reta e o abdômen contraído. Estenda a perna esquerda para trás até que o pé esteja no nível dos quadris e a coxa paralela ao solo. Mantenha o equilíbrio pelo maior tempo possível e troque as pernas.

20. Elevação: de pé, comece a erguer-se devagar, usando apenas os dedos dos pés, até que os calcanhares saiam do chão. Mantenha os joelhos retos e segure a posição por alguns segundos. Volte à posição inicial e repita.

E aí, quais das opções acima, melhor adaptam-se aos seus objetivos? Ficou alguma dúvida sobre como realizar algum dos exercícios? Conte-nos a sua experiência e guarde a próxima parte desse artigo, com exercícios para peitoral, braços e abdômen.